sábado, 22 de junho de 2013

Speechless


Às vezes penso que não tenho bem noção da pessoa maravilhosa que tenho a meu lado e tenho um medo terrível de não lhe dar o devido valor. De não estar ciente de todo o amor que recebo e da possibilidade de não lhe corresponder do mesmo modo. É de facto incrível a maneira e rapidez como um sentimento pode evoluir para algo tão forte e indispensável na nossa vida, como alguém nos pode tornar dependentes de si e levar todo o nosso amor consigo, de nos fazer desejar-lhe toda a felicidade e sucesso do mundo, de querermos o seu bem acima de nós mesmos e de sabermos que daríamos a vida por essa pessoa. E é maravilhoso, é estupendo darmo-nos conta o quão poderoso é aquilo que sentimos e quão forte parece tornar-se a cada dia que passa; faz o nosso dia sabermos que a nossa existência é movida por amor e felicidade e aquela sensação de que é aqui que pertencemos, que é com esta pessoa que tudo faz sentido e assenta na perfeição é o sentimento mais acolhedor do mundo. Darmo-nos conta que não desejamos mais nada, que temos tudo aquilo que queremos de mão dada connosco é tão surpreendente e momentaneamente espectacular que é de ficar sem palavras.
O meu amor faz tudo por mim e acho que nunca me vou habituar a isso; é impressionante que depois de quase dois anos e meio ainda me consiga surpreender todos os dias e me deixar de sorriso parvo de tão feliz que me faz. Ontem fiz anos e quando cheguei a casa dele para almoçarmos só não chorei porque sei que gozava comigo no instante a seguir. Fez-me uma surpresa e disse-me para não me preocupar com nada, que era só ir lá ter a casa e que o resto era da conta dele, estranhei mas assim fiz e quando lá cheguei e ele me abriu a porta… meu deus, que amor de namorado que tenho! Ladeou o quarto de velas, espalhou pétalas por todo o lado e no final lá estava o nosso almoço, pronto para nos receber naquele cenário super fofinho e saído de um filme romântico. Encheu-me de amor e senti-me tão mimada que por momentos fiz figas para que o dia não acabasse.  Acho que nunca me tinha sentido tão entontecida na minha vida e senti-me tão grata pelo namorado maravilhoso que tenho comigo, que me mima, me faz rir e sobretudo me faz feliz, que tive medo que ele não soubesse o quanto de mim é o meu amor por si. Porque fiquei tão feliz, senti-me a pessoa mais amada à face da Terra que só quis mostrar-lhe o quanto o amo. E enchi-o de beijos, enchi-o de miminhos, grudei-me a ele e não o larguei mais, porém acho que nunca lhe vou conseguir mostrar realmente o quão apaixonada e feliz me sinto a seu lado, nunca lhe vou conseguir agradecer o suficiente por ser a pessoa que é, o amor da minha vida.


O quanto gostamos de alguém… é impressionante. E eu tenho comigo o amor da minha vida. 

2 comentários:

D.Pereira disse...

oh :) que fofinhos vocês os dois!
aproveita bem esses momentos inesquecíveis da tua vida ^^ continuo a desejar-vos muita sorte casal fofinho :P

meet me on 9 disse...

Só não agradeço que dá azar :b